Período de férias provoca aumento da procura por seguros de imóveis

Seguro dá a garantia que perdas serão menores em caso de roubo da casa. Sensor de movimento está na lista de itens de segurança mais vendidos.

No período de final de ano aumenta a procura por sistemas de segurança e por seguros de imóveis. Câmeras de monitoramento, cercas elétricas e sensores de movimento estão no topo da lista dos produtos procurados nas lojas. Os equipamentos de segurança como cercas elétricas e câmeras estão cada vez mais frequentes nas casas. A preocupação com a residência aumenta ainda mais no fim do ano. A procura pelo serviço chega a crescer até 25% nessa época em uma empresa de sistemas eletrônicos. “No final do ano, normalmente, se procura bastante porque vão viajar, vão deixar o local sozinho”, diz o empresário Marlon Viana.

A loja vende alarmes, sensores de movimento e câmeras especiais para gravações noturnas e com gravação de áudio. Os sistemas cada vez mais modernos têm como objetivo inibir a ação de bandidos.

De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança, o mercado de segurança eletrônica cresceu 10% nos últimos seis anos. Em 2014, o setor deve movimentar mais de R$ 5 bilhões.

A tecnologia mais procurada para proteção é o videomonitoramento. Com as câmeras de segurança é possível observar o que acontece na casa. Mesmo à distância dá para acompanhar a movimentação por um computador ou pelo celular. Os seguros patrimoniais também registram aumento na procura de 20% nessa época do ano e ínicio de janeiro. O seguro dá uma garantia de que as perdas serão menores se a casa for roubada.

“O intuito do seguro é repor o bem. Uma vez tendo os bens subtraídos, a seguradora vai apurar os danos causados e, consequentemente, pagará aos clientes”, explica o corretor de seguros Lineu dos Santos Seixas. Há 40 anos, o aposentado Roberto Hungria mora na mesma casa em Itapetininga, em São Paulo. Ele renova o seguro patrimonial todos os anos. “esse seguro proporciona uma segurança para família. Qualquer coisa que aconteça, a gente tem esse recurso para conseguir alguma coisa em termos de reposição de alguma coisa que desapareça ou algum problema com a própria casa”, diz.

Comentários estão fechados